Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Casa da Música Jorge Peixinho na Quinta das Nascentes

imagem

A Câmara Municipal do Montijo vai submeter a Quinta das Nascentes a uma Ação de Regeneração Urbana, com os objetivos de reabilitar integralmente, valorizar e abrir ao público o conjunto dos espaços da propriedade – englobando as áreas naturais e edificada – e de criação da “Casa da Música Jorge Peixinho”. A reabilitação da Casa da Quinta criará condições para o acondicionamento do espólio legado pelo maestro montijense, figura de primeira linha no panorama musical do séc. XX, viabilizando a exposição e a disponibilização do acervo ao público e aos investigadores, sendo complementada pela criação de espaços destinados à realização de espetáculos e ensino na área da música, da representação e expressão artística.

O edifício existente é representativo da arquitetura residencial das Quintas que estruturavam a propriedade agrícola e ribeirinha das margens da península de Aldeia Galega. Esta antiga residência rural burguesa conserva pormenores de desenho erudito e de ornamentação de fachadas, incorporando elementos de suave pendor romântico, sob influência das discussões estilísticas da arquitetura e da “casa portuguesa” que marcaram o despontar do séc. XX.

O relevante valor patrimonial da Quinta das Nascentes levou o município a promover um procedimento de classificação como Conjunto de Interesse Municipal (CIM), enquadrado nas disposições da Lei n.º 107/2001, de 8 de setembro, que estabelece as bases da política e do regime de proteção e valorização do património cultural.

Após ter recebido o necessário parecer da Direção Geral do Património Cultural (DGPC), entidade que considerou que o imóvel “detém relevante valor patrimonial a nível local, parecendo-nos da maior pertinência a iniciativa da CMM quanto à proposta de classificação como de interesse municipal”, o procedimento de classificação da Quinta das Nascentes teve já decisão final, ficando efetivado através da publicação na 2.ª série do Diário da República do Aviso n.º 6415/2016, de 20 de maio.

A reabilitação do conjunto natural e edificado da Quinta das Nascentes, inserido no Corredor Verde Urbano do Montijo que se desenvolve para norte a partir da Vala Real – junto ao Moinho de Maré das Assentas (ou Nascentes) – vem reforçar a articulação da malha urbana mais antiga da cidade com as áreas de expansão para nascente, com benefícios para a agregação dos tecidos urbanos envolventes, incrementando a convivialidade, a coesão social e a qualificação das populações.

Propícia a uma fruição como espaço de natureza e de lazer, adequada para práticas desportivas, culturais e atividades de ar livre, de fácil integração na rede ciclável municipal, a Quinta das Nascentes vê agora aproveitado o elevado potencial para a implantação de um equipamento de uso coletivo na vertente cultural, em simbiose com a envolvente natural existente e a valorizar, disponibilizando aos cidadãos um novo polo de revitalização urbana.

imagem

 

Aviso n.º 6415/2016 do Diário da República de 20 de maio

Deliberação da Câmara Municipal de 14 de agosto de 2015

Deliberação da Câmara Municipal de 13 de abril de 2016

Memória Descritiva

Planta de localização

 

Município do Montijo © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo w3camrs logotipologotipo wiremaze