Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

SMAS

Os SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E SANEAMENTO DE MONTIJO tem seis décadas de existência, e o seu aparecimento está ligado à necessidade de abastecimento de água e de recolha e drenagem de águas residuais no Concelho.

Reporta-se a 16 de Junho de 1945 o primeiro registo de contrato de fornecimento de água, existindo a referência que até 1972 os Serviços eram denominados por Serviços Municipalizados de Água e Eletricidade do Município de Montijo, data em que a eletricidade passou para a Federação de Municípios do Distrito de Setúbal, e a designação foi alterada para Serviços Municipalizados de Água. Em 1982 os Serviços de Saneamento foram incorporados e a designação passou para a atual - SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E SANEAMENTO DE MONTIJO.

A atividade dos SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E SANEAMENTO DE MONTIJO respeita à conceção, construção e gestão do sistema de captação, tratamento, adução, armazenamento e distribuição de água e drenagem de águas residuais.

Os Serviços Municipalizados são serviços públicos de interesse local, geridos sob a forma empresarial, administrativa e financeira, sendo em tudo semelhantes a uma empresa pública mas cuja personalidade jurídica pertence ao município de Montijo. A gestão compete ao Conselho de Administração (designados entre os eleitos da Câmara Municipal do Montijo) composto pelo Sr. Presidente do Conselho de Administração, Nuno Ribeiro Canta (Presidente da Câmara Municipal do Montijo), pelos vogais José Francisco dos Santos (vice-presidente e vereador da Câmara Municipal do Montijo) e Maria Clara de Oliveira Silva (vereadora da Câmara Municipal do Montijo).

A atual equipa de trabalhadores dos SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E SANEAMENTO DE MONTIJO é constituída por 90 pessoas, que diariamente se esforçam para melhorar os serviços prestados à população do Concelho de Montijo. A aposta dos SMAS nos recursos humanos e em equipamentos tecnológicos, permitiu não só modernizar os Serviços como também tornar mais célere a sua atuação junto da população.

A grande importância dada à eficácia e eficiência no funcionamento dos SMAS de Montijo, permitiu a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade, que levou à CERTIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E SANEAMENTO DE MONTIJO pela primeira vez em Outubro de 2001 pela norma NP EN ISO 9002:1995, e à sua renovação, desde então, a cada triénio.

Em Dezembro de 2016 realizou-se a auditoria de Recertificação em Concessão dos SMAS pela empresa acreditada EIC – Empresa Internacional de Certificação, SA., para o triénio 2016-2019, segundo a norma ISO NP EN 9001:2015 – “Sistemas de Gestão da Qualidade”, dando assim continuidade ao processo anterior.

Esta aposta na Qualidade por parte dos SMAS, proporcionou a apresentação de candidaturas a alguns prémios e a projetos de financiamentos, que posteriormente, conduziram à obtenção de prémios, sendo exemplos disso o projeto “Sistema de Garantia de Qualidade dos SMAS” que obteve em 2001 o prémio da QUALIDADE DO DISTRITO DE SETÚBAL – SERVIÇOS PÚBLICOS 2001, promovido pela Associação de Municípios do Distrito de Setúbal (AMDS), na categoria de Melhoria de Procedimentos. O projeto “Gerência dos Recursos de Água do Concelho de Montijo através da Telegestão” que no ano de 2002 obteve os seguintes prémios: QUALIDADE DO DISTRITO DE SETÚBAL – SERVIÇOS PÚBLICOS 2002, promovido pela Associação de Municípios do Distrito de Setúbal (AMDS), nas categorias de Impacto na Sociedade, Resultados dos Desempenhos Chave e Resultados Relativos às Pessoas; e BOAS PRÁTICAS DE MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA AUTÁRQUICA, promovido pela Direção-Geral da Administração Local (DGAL). Em 2004 os SMAS de Montijo apresentaram a candidatura “Qualidade na Gestão da Água – Uma Aposta no Futuro” ao Prémio da Qualidade do Distrito de Setúbal promovido pela Associação de Municípios do Distrito de Setúbal (AMDS), tendo obtido o prémio correspondente ao 3.º lugar.

Os SMAS de Montijo, em 2016, participaram no estudo da ECSI Portugal - Índice Nacional de Satisfação do Cliente, que consiste num sistema de medida da qualidade dos produtos e serviços, oferecidos no mercado nacional, por via da satisfação do cliente. Baseia-se em amostras estatísticas representativas da população de clientes de cada empresa estudada. É realizado pela Associação Portuguesa para a Qualidade (APQ), o Instituto Português da Qualidade (IPQ) e o Instituto Superior de Estatística e Gestão da Informação da Universidade Nova de Lisboa (ISEGI-NOVA).

ECSI Portugal:
• Integra a satisfação do cliente como objetivo central na gestão das organizações, facultando-lhes instrumentos de atuação neste domínio;
• Fornece às organizações um quadro de comunicação entre os seus clientes, os seus colaboradores e os seus acionistas;
• Defende os interesses dos consumidores, dando-lhes a oportunidade de avaliar e serem ouvidos nos processos de melhoria da qualidade;
• Constrói uma plataforma para a comparação ao nível da organização, do setor de atividade e do país;
• Contribui para a competitividade e desenvolvimento económico.

Os SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E SANEAMENTO DE MONTIJO estão assim cada vez mais empenhados em cumprir os objetivos a que se propuseram para servir mais e melhor os MUNÍCIPES DO CONCELHO DE MONTIJO, apostando na eficácia e eficiência do Serviço Público.

 

Município do Montijo © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo w3camrs logotipologotipo wiremaze