Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Câmara reúne com Governo e exige soluções para a Transtejo

Jorge mendes 1400x550 1 1024 2500
09 Março 2018

O presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, reuniu hoje, 9 de março, com o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, para avaliação dos problemas recorrentes nas travessias fluviais entre o Montijo e Lisboa, que têm afetado a vida quotidiana de muitos cidadãos.

Na sequência de uma carta dirigida ao secretário de Estado Adjunto e do Ambiente a solicitar uma audiência com caráter de urgência, Nuno Canta reuniu com José Mendes para transmitir as preocupações dos utentes da carreira fluvial do Montijo-Lisboa e da própria câmara, relativamente à indisponibilidade de frota que origina a supressão de carreiras e à operacionalidade da travessia em condições que colocam em causa a segurança dos utentes, abordando, ainda, a questão do plano de renovação da frota de navios.

O secretário de Estado, José Mendes, esclareceu que as questões de segurança nunca estiveram em causa, pois cada embarcação só pode operar após um certificado de navegabilidade, o qual garante a existência de coletes salva-vidas e balsas de resgate de náufragos.

Quanto à supressão de carreiras, que ocorre pela necessidade de manutenção dos navios, disse que a Transtejo está a procurar responder a esses problemas pontuais, tendo disponibilizado serviço de transporte rodoviário durante os horários de ponta da manhã e da tarde. Informou, igualmente, que hoje entrou ao serviço mais um catamaran e que, previsivelmente, na próxima semana a carreira fluvial Montijo-Lisboa estará a decorrer com o número de navios suficientes para a sua operacionalidade.

José Mendes assegurou, ainda, que o problema da manutenção dos navios não se deve à falta de financiamento, hoje garantido pelo Governo, mas sim a uma frota envelhecida e com um número limitado de embarcações para as necessidades atuais, acrescentando que a presente situação da Transtejo está relacionada com décadas de subinvestimento.

Afirmou, ainda, que esta situação de insuficiente investimento não é possível resolver num curto espaço de tempo, mas que o Governo está empenhado na resolução dos problemas da Transtejo, existindo estudos a decorrer para a renovação da frota de navios.

Sendo o transporte fluvial no Tejo e a empresa pública Transtejo, responsabilidade do Ministério do Ambiente, que deverá responder e encontrar soluções para os problemas existentes, o presidente da Câmara Municipal do Montijo exigiu ao secretário de Estado que tome medidas urgentes para a renovação da frota da Transtejo, pois a existência desta linha de transportes públicos entre a cidade do Montijo e Lisboa é fundamental para a mobilidade dos cidadãos.

A Câmara Municipal do Montijo está preocupada e consciente dos problemas que afetam os utentes da Transtejo e, em conjunto com a população, continuará empenhada na procura de soluções para a resolução destas questões e no acompanhamento da evolução desta situação.

Município do Montijo © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo w3camrs logotipologotipo wiremaze