Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Montijo com orçamento superior a 38 milhões de euros

Pacos do concelho 1400x550 1 1024 2500
2019/10/31

Serão, mais precisamente, 38 159 184,50 euros os milhões disponíveis para a gestão municipal de 2020, que foram aprovados na reunião da Câmara Municipal do Montijo, realizada a 30 de outubro, com os votos a favor do PS, a abstenção do PSD e os votos contra da CDU.

No total, são mais seis milhões de euros relativamente aos documentos previsionais de 2019, permitindo assim dar continuidade à política de investimentos estratégicos nas diversas áreas de atuação municipal, assegurando serviços públicos de maior proximidade, a coesão social e territorial do concelho.

Entre os investimentos previstos, encontram-se a construção do Centro Escolar do Afonsoeiro e da ciclovia entre o Montijo e Pinhal Novo; a requalificação da Praça 1.º de Maio e do Largo do Guitarrista; a reabilitação das Piscinas Municipais; o arrelvamento de campos municipais; a construção do Jardim das Nascentes e da Casa da Música Jorge Peixinho; o prolongamento do Passeio do Cais com a reabilitação da Rua Miguel Pais; calcetamentos e repavimentações por todo o concelho; obras de recuperação de edifícios escolares.

A estes projetos acrescem a implementação da Loja do Cidadão; a construção de um novo centro de recolha de animais; a criação da Academia Sénior de Sarilhos Grandes; os apoios ao movimento associativo, às instituições de solidariedade social e às corporações de bombeiros do concelho.

Estes investimentos são suportados por uma despesa de capital que sofre um aumento de mais de 1 milhão e 200 mil euros face ao orçamento inicial de 2019, atingindo um valor total de 7 224 691,11 euros.

Analisando mais ao detalhe os números, o orçamento municipal para 2020 demonstra que a despesa corrente será de 30 934 493,39 euros e as despesas de capital em 7 224 691,11 euros, como mencionado.

Por sua vez, a receita corrente fixa-se nos 35 366 064,01 euros e a receita de capital em 2 791 844,29 euros, encontrando-se a receita corrente a financiar a despesa de capital em cerca de 4,4 milhões de euros, incluindo a amortização de dívida que deverá atingir o montante de 1 143 613, 31 euros.

De salientar, que os impostos diretos (IMI, IMT, IUC e Derrama) continuam a ser o principal contributo para a receita corrente, com a previsão de uma receita na ordem dos 16 milhões 615 mil euros, um aumento de 1 milhão 551 mil euros face aos documentos previsionais de 2019.

Refira-se, ainda, que as transferências de capital resultantes da participação comunitária em projetos cofinanciados atingem os 2 265 420,54 euros, sendo o principal contributo da receita de capital. Relativamente às transferências correntes, evidenciam-se os 4 217 527,29 euros provenientes das novas competências assumidas pelo município, ao abrigo da Lei n.º 50/2018 de 16 de agosto.

Na sua declaração de apresentação dos documentos previsionais para 2020, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, afirmou que “este orçamento demonstra que é possível continuar uma política de contas certas, cumprir com serviços públicos de qualidade e com os compromissos assumidos com os eleitores montijenses, reduzindo os impostos e o endividamento municipal, mantendo a confiança e expetativa dos agentes económicos”, continuando, assim, “a dar passos na execução de um projeto de mudança, com visão de futuro para o Montijo, com mais crescimento, melhor emprego, mais igualdade e justiça social”.

Município do Montijo © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo w3camrs logotipologotipo wiremaze