Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Apresentação pública do Projeto Sarilhos Grandes entre Dois Mundos

Banner sand 1 750 2500
26 Fevereiro 2020

No próximo sábado, 29 de fevereiro, às 15h00, terá lugar a Apresentação Pública do Projeto SAND - Sarilhos Grandes entre Dois Mundos, no Salão da Academia Musical União e Trabalho, em Sarilhos Grandes. A entrada é livre.

Um evento de apresentação à comunidade do Projeto SAND, que contempla a escavação bio-arqueológica no interior da Ermida de Nossa Senhora da Piedade (panteão dos Cotrim) e no exterior da Ermida e da Igreja de São Jorge, com o objetivo de recolher novos dados que permitam caraterizar a dieta, as patologias e os rituais funerários da população de Sarilhos Grandes, bem como identificar novos elementos de contacto com o Oriente e o Ocidente. A nova intervenção arqueológica terá também como objetivo identificar contextos associados à construção da Igreja de São Jorge e da Ermida de Nossa Senhora da Piedade.

As escavações arqueológicas, em regime de campo-escola, vão decorrer de 30 de março a 30 de abril de 2020, no interior da Ermida de Nossa Senhora da Piedade, e de 3 de agosto a 4 de setembro de 2020, no exterior da referida Ermida e da Igreja de São Jorge. 

O Projeto SAND - Sarilhos Grandes entre Dois Mundos é um projeto de investigação que resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal do Montijo, a Universidade de Coimbra, a Diocese de Setúbal, entre outras entidades.

Recorde-se que a primeira fase deste projeto iniciou-se em 2008, no âmbito de uma intervenção de salvaguarda de uma empreitada da SIMARSUL, que conduziu à descoberta de 21 enterramentos dos séculos XV-XVII. Desde então, uma equipa multidisciplinar tem realizado estudos com o objetivo de obter informações acerca da dieta e das doenças da população de Sarilhos Grandes.

Os dados alcançados até 2018 permitiram dar a conhecer uma amostra de população ribeirinha cujas investigações levaram à identificação alguns parasitas relacionados com a ingestão de carnes e de águas contaminadas, o consumo de batata, centeio/trigo, feijão ou grão-de-bico entre outros vegetais, bem como de crustáceos. Alguns destes achados, bem como do fungo Candida albicans, foram pela primeira vez identificados em território nacional nas cronologias em estudo.

Com esta nova fase do Projeto SAND, que foi aprovada pela Direção Geral do Património Cultural, pretende-se aprofundar este estudo histórico, arqueológico e bio-antropológico da população ribeirinha de Sarilhos Grandes, no período medieval e moderno (séc XII a XVIII).

Município do Montijo © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo w3camrs logotipologotipo wiremaze