Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Projeto SAND apresentado à população

Dsc 5032  large  1400x550 1 750 2500
02 Março 2020

A partir de 30 de março, o Projeto SAND – Sarilhos Grandes entre Dois Mundos vai estar no terreno, com escavações arqueológicas na Ermida de Nossa Senhora da Piedade e na Igreja de São Jorge, em Sarilhos Grandes. Esta e outras informações foram prestadas pela equipa de investigação, numa sessão pública de apresentação que decorreu no passado dia 29 de fevereiro, em Sarilhos Grandes.

No salão da Academia Musical União e Trabalho, o público presente teve oportunidade de conhecer mais a fundo este importante e pioneiro projeto de investigação, que consiste num estudo histórico, arqueológico e bio antropológico da população ribeirinha de Sarilhos Grandes, no período medieval e moderno (séc XII a XVIII).

Tal como mencionou o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, este é um estudo “que nos pode projetar na história mundial. Uma investigação científica multidisciplinar que nos dará mais conhecimento sobre a nossa história, em particular sobre o período da Expansão Portuguesa. Um empreendimento de grande impacte para Sarilhos Grandes, para o Montijo e para o país. Este projeto é uma prioridade na nossa ação governativa”.

Paula Alves Pereira, coordenadora do Projeto SAND, e os restantes investigadores apresentaram o projeto, indicando que irão decorrer dois momentos de escavação arqueológica, em regime de campo-escola: o primeiro, de 30 de março a 30 de abril, no interior da Ermida de Nossa Senhora da Piedade; e o segundo de 3 de agosto a 4 de setembro, no exterior da referida Ermida e da Igreja de São Jorge. Apelaram, ainda, à população para participar ativamente neste projeto, através da cedência de materiais (fotografias, documentos, entre outros) que possam ser um contributo válido para conhecer melhor a história da Igreja de S. Jorge e da Ermida de N.ª Sra da Piedade.

Os investigadores contaram, ainda, um pouco do historial do Projeto SAND que teve início em 2008, no âmbito de uma intervenção de salvaguarda de uma empreitada da SIMARSUL, que conduziu à descoberta de 21 enterramentos dos séculos XV-XVII. Desde então, uma equipa multidisciplinar tem realizado estudos com o objetivo de obter informações acerca da dieta e das doenças da população de Sarilhos Grandes.

Os dados alcançados até 2018 permitiram dar a conhecer uma amostra de população ribeirinha cujas investigações levaram à identificação alguns parasitas relacionados com a ingestão de carnes e de águas contaminadas, o consumo de batata, centeio/trigo, feijão ou grão-de-bico entre outros vegetais, bem como de crustáceos. Alguns destes achados, bem como do fungo Candida albicans, foram pela primeira vez identificados em território nacional nas cronologias em estudo.

Com esta nova fase do Projeto SAND, que foi aprovada pela Direção Geral do Património Cultural, pretende-se recolher novos dados que permitam caraterizar a dieta, as patologias e os rituais funerários da população de Sarilhos Grandes, bem como identificar novos elementos de contacto com o Oriente e o Ocidente e novos contextos associados à construção da Igreja de São Jorge e da Ermida de Nossa Senhora da Piedade.

Município do Montijo © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo w3camrs logotipologotipo wiremaze